Janeiro

Ano Novo! Quais são os seus planos para este ano?
Nós encorajamos você a um deles é colocar um pouco mais de verde e cor em sua vida.

Cuidados de inverno para orquídeas

Com os cuidados adequados, sem deixar de adubar, e uma localização apropriada, as orquídeas continuarão a maravilhar-nos também no inverno com uma floração esplêndida. Relativamente à localização durante a estação fria, deverá procurar que estas belezas exóticas não se encontrem diretamente junto à janela quando estiver a arejar. As temperaturas em torno dos 0ºC podem provocar danos por geada nas suas plantas. Para além disso, durante o inverno muitas orquídeas sofrem devido à falta de luz. Se as folhas começarem a amarelecer e se inclinarem fortemente para um lado, é imprescindível colocar a planta num local mais luminoso, mas nunca a expor ao sol direto. Para que as orquídeas se sintam bem, além de luz suficiente também necessitam de uma elevada humidade ambiental. O ar seco do aquecimento durante o inverno pode provocar uma perda prematura das flores. Controle regularmente o ambiente da sala e, se necessário, aumente a humidade, por exemplo com COMPO Revitalizante para Orquídeas. Este spray favorece um ambiente ótimo para as plantas e protege-as das inestéticas camadas de pó e calcário.

Regar corretamente as plantas de interior

Lamentavelmente, não existe nenhuma solução universal que nos indique a frequência e quantidade de rega apropriadas para uma planta de interior. A necessidade de água das plantas depende da sua variedade, das condições de luminosidade e da temperatura. Em princípio, a rega básica é: quanta menos luz receber e mais baixa for a temperatura, menor será o crescimento da planta e, por conseguinte, a necessidade de água. Por isso, é recomendável que reduza a rega das suas plantas de interior durante o inverno. Também não deve recorrer imediatamente ao regador quando vir folhas murchas. Para além da falta de água, isso também pode ser devido ao apodrecimento das raízes ou à falta de oxigénio devido a um encharcamento do substrato. Antes de regar, verifique sempre com o polegar a humidade do substrato no vaso. Só é preciso voltar a regar a planta se a terra parecer seca. Reduza as às plantas de interior que estejam em repouso.

Limpar as folhas

Durante os meses de inverno, as plantas dispõem de pouca luz diurna. Para poder aproveitar ao máximo a luz disponível, deverá limpar regularmente o pó das folhas com um pano húmido. Em plantas de interior de folha grande, como por exemplo monsteras ou ficus, pode limpar facilmente o pó utilizando um pano. Pelo contrário, as plantas de interior de folha pequena preferem um duche temperado. Quando as molhar, não se esqueça de proteger o torrão da água. Para dar aos seus cuidados um toque adicional, pulverize em seguida as folhas com COMPO Abrilhantador de Folhas. A sua combinação especial de óleos repele o pó e proporciona às folhas um brilho sedoso.

Evitar danos por secura em plantas perenes

Durante os invernos pouco chuvosos, muitas plantas perenes de varanda ou terraço não congelam, mas ficam secas. Em dias solarengos e sem geadas, os buxos, as coníferas e similares perdem constantemente água pelas folhas. Se o substrato do vaso congelar, a planta já não pode compensar a perda de água através das raízes. As folhas secam e começam a cair. Para evitar os danos devidos à secura, evite a congelação cobrindo os vasos com velo e outros materiais. Podemos agrupá-las também na zona mais solarenga e cobri-las com um plástico durante a noite, que deverá ser retirado durante o dia. Para além disso, regue suficientemente as suas plantas perenes em dias de sol e sem geadas, para evitar que a água fique nos pratos por baixo dos vasos. Durante períodos de geadas e sol, evite uma evaporação excessiva através das folhas, colocando as suas plantas numa localização com alguma sombra e ao abrigo do vento.

Plante amores-perfeitos e primaveras em floreiras livres ou então ao pé dos arbustos em vaso.

Retirar a neve

Durante estes dias, a neve converte os nossos campos numa paisagem maravilhosa de conto de inverno. Apesar da beleza do esplendoroso branco, demasiada neve pode rapidamente converter-se numa sobrecarga para as nossas plantas em vaso. Em caso de nevões fortes e permanentes, o peso da neve obriga os ramos a curvarem-se até ao solo. Para evitar que as plantas se quebrem ou que os ramos se dobrem, deverá retirar cuidadosamente a neve, sobretudo dos arbustos lenhosos como o rododendro e o loureiro-cereja. Para isso, deverá apenas sacudir a neve dos ramos ou varrê-la cuidadosamente com uma vassoura ou escova. Caso algum ramo se parta, proceda a um corte limpo e aplique COMPO Lac Balsam Pasta Cicatrizante. Para além disso, se tiver instalado proteções para o frio nos vasos e floreiras, verifique se continuam em bom estado.

Proibido pisar a relva

Um inverno nevado e húmido constitui uma dura prova para todo o tipo de relvado. Para que o seu relvado sobreviva ao stress de inverno com o mínimo possível de danos, necessita de tranquilidade e deve-se evitar pisá-lo. Com uma camada espessa de neve ou gelo, a relva torna-se muito frágil e qualquer peso pode facilmente quebrá-la. Mas também durante o degelo, ou com muita humidade, cada passo que der sobre ela irá danificá-la. A estrutura do gelo amaciado comprime-se, o que pode provocar o aparecimento de inestéticas clareiras, que apenas poderão ser remediadas cavando o solo e voltando a plantar na primavera. Por isso, a regra de ouro no inverno é: é proibido pisar a relva! 

Planificar a compra de sementes

Em finais de Fevereiro já pode começar a plantar sementes no seu jardim de interior, e muitas culturas estão quase no ponto para a sementeira direta ao ar livre. Este é o momento para planificar a sementeira e a compra de sementes. Antes de comprar novas sementes, deverá rever as que sobraram do ano anterior. Se tiverem sido armazenadas em lugar seco e hermético, o seu poder germinativo mantém-se sem problemas durante vários anos. Um teste germinativo no peitoril da janela evitar-lhe-á surpresas desagradáveis e é algo que já pode realizar.

É momento de plantar

Agora pode plantar primaveras e amores-perfeitos nos maciços vazios, para além de urzes de inverno e novas árvores, nos dias sem geada. Pode plantar a sua árvore de Natal no exterior (nas zonas mediterrânicas, procure uma orientação virada a Norte). Se ela tiver estado em casa, adapte-a de forma progressiva às temperaturas exteriores.

Limpe os líquenes da casca das árvores, pois são um ninho de doenças, e aproveite as cinzas da lareira para fazer compostagem.

Horta e árvores de fruto

Janeiro é o mês mais frio do ano. Os dias são curtos e a luz escasseia. No jardim há poucos trabalhos urgentes para fazer, mas sim pequenas tarefas.

Semeie as primeiras sementes de tomate em casa e com aquecimento. É o momento de deixar a sua horta descansar. Proteja as couves, utilizando as folhas velhas para envolver o coração. É o momento para reproduzir as framboesas. Além disso, pode plantar as árvores de fruto nos dias em que não haja geadas.