Fevereiro

Começou o mês mais curto do ano, mas também um dos mais interessantes: Carnaval, el dia dos Namorados, ... Suas plantas também começar a disparar, aqui você vai saber como cuidar.

Semear no jardim de interior

Finalmente chegou o momento! Em finais de fevereiro já pode começar a semear no parapeito da janela as primeiras plantas úteis, como pimentos, couves-nabos e alhos franceses, para além de plantas ornamentais como petúnias, begónias e antirrinos. Os canteiros e as estufas pequenas são especialmente apropriados para cultivar no jardim de interior. Encha-os com um substrato pobre em nutrientes como, por exemplo, Compo Sana Sementeira. A falta de nutrientes estimula a formação de um forte sistema radicular. Semeie as sementes seguindo as correspondentes instruções do fabricante, cubra-as com um pouco de substrato e prima cuidadosamente a terra. Finalmente, regue com uma aspersão fina e coloque os recipientes num local iluminado. Está pronto! Agora resta apenas regar com regularidade e desfrutar do crescimento das suas plantas.

Os primeiros indícios da primavera

Pelo menos dentro de sua casa, jacintos, narcisos, crocos e prímulas vão anunciando já a primavera. Para desfrutar o máximo de tempo possível das suas plantas, compre-as quando os rebentos verdes começam mesmo a despontar. Nem se chegue perto de exemplares com caules compridos e folhas moles! Uma vez em casa, combine-as de diversas maneiras em tabuleiros, cestos e recipientes de cristal. Quando as plantar, é importante que apenas cubra com terra as raízes e não o bolbo. Para prolongar a floração das suas plantas, procure para elas uma localização o mais fresca possível e regue-as com moderação. Se, pelo contrário, as colocar perto de aquecedores ou as mantiver encharcadas, a maravilhosa floração acabará rapidamente. Depois da última geada, pode plantar os seus bolbos de primavera no jardim; assim, voltarão a florescer no ano seguinte.

Adeus ao descanso de inverno

Quando os dias ficam mais longos e a luz se torna mais intensa, o crescimento das plantas é estimulado. Por isso, para muitas plantas de interior, o descanso de inverno termina já em fevereiro/março. Antes de começarem a brotar rebentos, verifique os torrões das suas plantas; se estiverem compactos e conseguir ver raízes finas à superfície da terra, chegou a altura de transplantar. 

Cuidados com os bonsais

Proceda à poda de estrutura e ate os ramos para lhes dar forma: Coloque fios de latão ou cobre, sempre de baixo para cima, sem os apertar ou cruzar demasiado e, sobretudo, respeite a curvatura natural do tronco e dos ramos. Mantenha os atilhos entre 4 e 12 meses. Mude o fio de latão quando tiver conseguido obter a forma pretendida.

Plantas de interior

As plantas encontram-se ainda em repouso vegetativo. Não há muito a fazer, salvo manter o substrato húmido (utilize água clara). Pode aplicar adubos orgânicos, como o COMPO Guano Fertilizante. Limpe regularmente as folhas, pulverizando-as com água de vez em quando, para evitar a falta de humidade.

Um ambiente demasiado seco propicia os ataques de ácaros e cochonilhas. Aplique regularmente COMPO Inseticida Acção Total para prevenir estes ataques.

Cuidados com as orquídeas

Coloque as suas orquídeas numa divisão luminosa e não muito aquecida (10-15ºC). Limite as regas; espere que a superfície esteja seca e regue com água morna e sem calcário. Transplante as suas orquídeas depois da floração mas antes do repouso: entre fevereiro e junho, consoante as espécies.

Cuidados com os cactus e anacampseros

Deve manter ainda os seus anacampseros e cactus dentro de casa, para evitar surpresas desagradáveis. Coloque-os perto de uma janela; necessitam de muita luz. Regue-os aproximadamente uma vez por mês, utilizando uma colher para não molhar a planta.

Com os primeiros raios de sol de finais do inverno coloque os seus vasos no exterior e comece as suas primeiras plantações do ano. Em zonas quentes pode plantar em qualquer momento amores-perfeitos, primaveras, violetas, miosótis... Nas zonas continentais espere até meados de fevereiro. Utilize um bom substrato e adube a cada 15 dias com Compo Guano Fertilizante ou Compo Fertilizante Universal.

Rosas de Natal

No verão, as rosas de Natal – também chamadas heléboros – passam praticamente despercebidas, mas no inverno engalanam a sua varanda com uma abundante floração. Desde fevereiro até abril deleitam-nos com as suas flores, surpreendentemente grandes e de cor branca, amarela ou púrpura. Mas não se deixe seduzir pela sua beleza, porque todas as partes das rosas de Natal são tóxicas para o ser humano e para os animais domésticos. Não lhes toque sem luvas de jardinagem! Quanto a cuidados, as rosas de Natal não são especialmente exigentes. Estas plantas vivazes preferem uma localização à média luz e, sobretudo no verão, devem estar num local a salvo da radiação direta do sol. Regue as rosas de Natal com grande moderação e preste atenção para que a água a mais possa escorrer do vaso sem problemas, uma vez que estas plantas não suportam os solos encharcados.

Proteger as ervas

As ervas ornamentais são cada vez mais populares em varandas e terraços. Protegem-nos dos olhares curiosos ou escondem vistas pouco agradáveis. A maioria das ervas, como a apreciada erva da Pampa ou espanador, costumam sofrer no inverno, principalmente devido à humidade do ambiente. Por isso, evite que a humidade penetre no penacho de folhas e as faça apodrecer. Junte as ervas, dê-lhes uma volta e ate-as. Para além disso, devido à escassa quantidade de terra, as raízes estão menos protegidas das geadas no vaso do que no jardim, pelo que se recomenda que passem o inverno junto a uma parede da casa ou que se envolva o vaso com um velo.

Podar as árvores de fruto

Para manter a vitalidade e a colheita das suas árvores de fruto, é imprescindível que se pratique uma poda regular. Em princípio, a regra básica é que se devem realizar as podas durante a fase de repouso da árvore, para que possa regenerar-se antes de lançar novos rebentos. Por isso, as árvores de fruto devem ser cortadas em dias sem geadas, no inverno ou em princípios da primavera.

Não tenha medo de se enganar! Aprenderá com as suas experiências, e a cada ano manuseará as tesouras de podar com mais segurança. Uma vez feita a poda, recomendamos-lhe que sele as superfícies de corte com um produto cicatrizante como, por exemplo, o COMPO Lac Balsam. Se for aplicado mesmo a seguir à poda, ajuda a curar as feridas e impede a penetração de bactérias, vírus e fungos.

Agora podem podar-se as macieiras, as pereiras e os pessegueiros quando os botões florais começarem a emergir. Pode também a videira e os arbustos de fruto pequeno (framboeseiras, groselheiras, cássis...). As árvores de fruto podem ser tratadas com Duaxo Fungicida Polivalente Concentrado antes que floresçam.

Plantar em fevereiro: árvores e arbustos de raiz nua

É recomendável plantar na primavera as plantas sensíveis às geadas e as árvores de maior tamanho. Passarão melhor o tempestuoso outono e o frio inverno se beneficiarem de uma temporada no jardim, para se adaptarem à sua nova localização. Pode começar a plantar árvores e arbustos de raiz nua, como cornisos, forsítias e roseiras, na primavera, quando o solo deixar de estar congelado. Devem plantar-se no solo durante a fase de repouso, para que tenham tempo suficiente para desenvolver um forte sistema radicular antes de lançarem os novos rebentos. Esta é a única forma de árvores e arbustos disporem da água e dos nutrientes necessários durante a fase de crescimento e para formarem novos rebentos e flores. A plantação de árvores e arbustos com uma grande sensibilidade às geadas, como hortênsias, rododendros, pessegueiros e damasqueiros, deveria esperar até abril/maio. Junto ao pé das árvores e arbustos, revolva a terra, que terá ficado dura devido ao frio, aplique COMPO SANA Plantação e remova com regularidade a neve acumulada nos ramos.

 

Comece a semear sementes de flores de temporada em tabuleiros abrigados e plante as vivazes. Plante arbustos de flor e pode os de floração temporã logo a seguir à floração. Adube os arbustos de solo ácido (azáleas, hortênsias, urzes, rododendros...) com COMPO Adubo Hortênsias. Ainda pode plantar as roseiras de raiz nua. Corte os ramos à altura de 2 rebentos depois da plantação e regue abundantemente. Realize uma poda alta nas restantes roseiras.

 

É altura de passar um rolo em toda a superfície do relvado, para o aplanar e facilitar a sua reativação e o arejamento do solo. Lute contra os musgos no relvado aplicando COMPO Antimusgo. Controle também as toupeiras e os ratos, pois podem danificar as raízes.

Horta

Espalhe na sua horta composto bem maduro. Plante alhos, cebolas, etc., semeie as favas na terra e, com o calor, as beringelas, os pimentos e os tomates.