Novembro

Depois de Halloween ou de Todos os Santos começa um novo mês. Você já sabe quais as tarefas em seu quintal?

Verifique as plantas de interior com regularidade

É altura de deslocar as plantas que exigem mais luz para perto das janelas e reduzir a frequência das regas. Quando os aquecedores começarem a funcionar, pulverize as plantas para aumentar a humidade ambiental. Adube de 15 em 15 dias com COMPO Fertilizante Universal, especialmente os cymbidiums, para os ajudar a florescer. Coloque os vasos de túlipas, jacintos e narcisos no interior, a fim de forçar a sua floração e desfrutar deles no Natal.

Durante o outono e o inverno as plantas de interior recebem menos luz, mas se estiverem situadas no peitoril da janela, por cima do aquecedor, ficam expostas a muito calor. Estas condições são ótimas para o rápido desenvolvimento das cochonilhas. No interior, esta praga aparece repetidamente, sobretudo em citrinos, orquídeas, catos e outras plantas de folha grossa (suculentas). Os danos que provocam nas plantas de interior são devidos, sobretudo, à sua sucção, embora também se devam à excreção de toxinas. Costumam ser difíceis de combater, pois estão bem protegidas por couraças e pela cera que produzem. É importante isolar o mais rapidamente possível as plantas afetadas, já que, de outra forma, esta praga propagar-se-á às plantas contíguas. Para combater de forma rápida e eficaz esta praga, recomendamos COMPO Inseticida Acção Total.

Orquídeas

As orquídeas, na sua maioria, requerem uma humidade relativa entre os 60 e os 80% para se sentirem bem, em casa, no peitoril da janela. Quando se começa a usar o aquecimento, a humidade das casas costuma ser inferior. Mas não se preocupe, pois não é necessário prescindir do calor do lar para desfrutar da beleza destas plantas exóticas. Pode aumentar a humidade ambiente colocando taças com água na sala e junto aos aquecedores. Pulverize também as folhas e raízes periodicamente com COMPO Revitalizante para Orquídeas. A fina névoa pulverizada proporciona humidade sem deixar as inestéticas manchas de calcário nas folhas.

Reduza a adubação.

À medida que os dias se tornam mais pequenos durante o outono, as plantas recebem menos luz e o crescimento fica mais lento. Durante esta fase de repouso, as plantas de interior necessitam de menos nutrientes, pelo que deverá reduzir a adubação.

Se ainda não o fez, coloque dentro de casa as plantas delicadas (orquídeas, plantas verdes, etc.)

O que plantar?

Plante os arbustos e roseiras pequenas em recipientes.

Substitua os vasos com anuais estivais por amores-perfeitos, violetas, ciclâmens, bolbos de primavera, couves ornamentais. Aproveite para renovar a terra.

Evitar a acumulação de água

As baixas temperaturas não são o único fator com o qual têm de lidar as plantas que passam o inverno na varanda ou no terraço. Muitas plantas resistentes não ultrapassam a temporada do frio porque têm demasiada água. O resultado é o apodrecimento das raízes. Se parecer que a terra vai ficar demasiado encharcada procure protegê-las da chuva. Ponha as plantas dentro de casa ou coloque-as sob um toldo, para que não estejam sempre expostas à chuva.

Outra boa opção é cobri-las com desperdícios ou com uma película transparente que permita a entrada de ar. Para que a água possa escorrer mais facilmente do vaso, também pode colocar as suas plantas em vaso sobre pequenos pés.

Cuidados com a localização de inverno: O ambiente adequado

As plantas de varanda e em vaso foram mudadas para as suas localizações de inverno. Para que sobrevivam sem problemas ao inverno, deverá vigiá-las regularmente e proporcionar-lhes alguns cuidados mínimos. O mais importante é que a localização seja correta e o ambiente saudável. Areje de uma a duas vezes por semana para reduzir a humidade ambiente e evitar o aparecimento de bolores. Para além disso, dessa forma melhora a circulação do ar e reduz a temperatura ambiente. Às plantas agrada-lhes tão pouco como a si ter os pés frios; por isso, certifique-se de que as plantas não fiquem expostas a correntes de ar nem a geadas. 

Proteger bem

Para que as plantas em vaso que passam o inverno no exterior não sofram durante a estação do frio, proteja o torrão com uma camada grossa de juta, véu de invernada ou plástico de bolhas, evitando assim que este congele. Deixe um pequeno espaço entre o vaso e a proteção contra o frio e encha-o com palha ou detritos de folhas. Desta forma, a planta terá um acolchoamento adicional contra o frio. As partes aéreas da planta, que correm um maior risco de sofrer geadas, podem ser envolvidas para ficarem mais quentes.

O que se pode plantar?

Ciclâmens, nas regiões mediterrânicas e atlânticas. As variedades com flores pequenas florescem intensamente.

Coníferas, antes do gelo, sebes de folha caduca, crisântemos. Pode continuar a plantar vivazes e urzes. Plante anuais, como os amores-perfeitos, as violetas, as prímulas, os goivos...

É altura de plantar as novas árvores de folha perene. Lembre-se de regar bem.

Relvado

Nas regiões mediterrânicas, continue a cortar, a arejar e a adubar o relvado. Nas regiões frias, não precisa cuidar do relvado. Limpe o relvado de folhas secas caídas das árvores.

Horta e árvores de fruto

Procure e elimine os rebentos dos morangueiros. Proteja as árvores de fruto com caroço (pessegueiros, abrunheiros) contra a moniliose e a lepra, tratando-as com COMPO Duaxo Fungicida Polivalente.

Plante os arbustos de pequenos frutos do bosque (framboesas, amoras, groselhas...) e as árvores de fruto jovens. Junte composto ou outra fonte de matéria orgânica ao solo. Elimine os restos das plantas do tomate e aproveite-os para a compostagem.

Poda de árvores de fruto

A poda regular das árvores de fruto permite-lhes desenvolver uma estrutura resistente da coroa que permite a passagem regular da luz. Para além do mais, estimula a colheita e reduz o risco de doenças fúngicas. Em princípio, pode realizar a poda entre o outono e o final do inverno, desde que não haja geadas. Uma poda mais temporã pode quebrar a resistência das árvores às geadas. Uma vez que as árvores não podadas resistem melhor ao inverno, é recomendável que espere por fevereiro/março para realizar a poda. A exceção é confirmada pelas árvores de frutos com caroço, como os abrunhos e as cerejas, que deveriam ser podadas no verão, depois da colheita. Uma árvore pode precisar de vários anos para fechar por si mesma as feridas provocadas pela poda. Durante esse período, as doenças podem ataca-la. Aplique uma camada protetora de COMPO Lac Balsam Pasta Cicatrizante logo a seguir à poda.  

O que se pode colher?

Couve chinesa, rábano, chicória vermelha, lombarda, couve-flor, abóboras, castanhas, cenouras, beterrabas, nabos, canónigos

Proteja as roseiras no inverno

Muitas roseiras do nosso jardim são sensíveis às geadas. No inverno é importante proteger das geadas e do vento frio sobretudo as zonas do enxerto e a base dos rebentos. Pode assentar as bases para uma correta proteção de inverno a partir do próprio momento em que as planta. Tenha em conta que o enxerto deve ficar cerca de 5 cm abaixo da superfície da terra. Amontoe a terra na base dos rebentos para evitar danos provocados pela geada. Para isso, cubra a parte inferior da roseira (aprox. 20 cm) com COMPO Correctivo Orgânico. Espalhe também agulhas de pinheiro sobre os rebentos que estão a brotar, a fim de evitar que as geadas e o sol de inverno lhes provoquem gretas e para prevenir danos devidos às geadas. Quando as geadas mais intensas chegarem ao fim, na primavera, remove-se a camada de agulhas. Aguarde até ser claramente visível o novo rebento da roseira para retirar o monte de terra da base dos rebentos.

Retirar os detritos de folhas

As folhas que caem no jardim durante o outono podem ser utilizadas no inverno para proteger as árvores sensíveis, ou também para proporcionar um excelente abrigo para os ouriços. Retire as folhas caídas de todas as plantas que florescem ou dão fruto. Nesses casos, elimine regularmente a camada de folhas caídas. Pode eliminar a maioria das folhas, juntamente com o resto da colheita, no composto, onde formarão um húmus nutritivo. Porém, nem todas as folhas caídas são iguais. As folhas das nogueiras, castanheiros e coníferas são de difícil compostagem, pelo que deverão ser eliminadas separadamente. Para acelerar o processo de decomposição, utilize o COMPO Composter Activador de Compostagem. Num prazo de 2-4 meses ter-se-á formado um composto fresco de qualidade. Caso pretenda um composto maduro, isso levará entre 6 e 8 meses.

Prepare o equipamento e o mobiliário de jardim para o inverno

Para que os seus equipamentos e móveis de jardim não sejam afetados pelas geadas, pelo bolor e pela podridão durante o húmido e frio inverno é importante prepará-los para esta estação. Limpe os móveis de jardim e guarde-os a salvo da chuva. Feche as tubagens de água exteriores, uma vez que esta congela no seu interior a partir dos 0 ºC. Limpe todos os equipamentos de que não necessita no inverno e guarde-os a salvo de geadas, num lugar seco. Desta forma, na próxima primavera, poderá voltar a utilizá-los perfeitamente para os seus trabalhos no jardim. Por último, não se esqueça dos recipientes para plantas. No inverno é importante proteger da água os vasos de argila ou terracota, pois estes absorvem a água que os rodeia. Em caso de geadas, a água expande-se e os recipientes podem rebentar e despedaçar-se.