Dezembro

Último mês do ano, ... Inverno começa ... O Natal está chegando ... Temperaturas mais baixas e algumas plantas relantizan sua atividade. Como essas mudanças afetam a manutenção?

Agrião no parapeito da janela

Com o seu elevado teor de vitaminas B e C, o agrião fortalece as nossas defesas no inverno. O seu sabor ligeiramente picante melhora o gosto do queijo fresco, das saladas e dos pratos quentes. O seu cultivo é fácil, rápido e não apresenta complicações! Semeie o agrião em substrato, em tabuleiros pouco profundos. O melhor é colocá-lo perto de uma janela bem iluminada na cozinha; desta forma, terá sempre à mão agrião fresco na altura de preparar a comida.

Cuidados com a flor-do-natal

A cor intensa da flor-do-natal faz parte da decoração de Natal, tanto como a árvore de Natal. No entanto, sem os cuidados adequados não desfrutará durante muito tempo da sua bonita cor pois, se esta se encontrar num sítio inadequado ou tiver demasiada água, perderá rapidamente as folhas. Dado que a flor-do-natal é uma planta muito sensível ao frio deverá levá-la bem embrulhada para casa. No seu novo lar, a flor-do-natal necessita de um local quente, onde não esteja exposta à luz direta do sol ou a correntes de ar. Quando regar deverá evitar que a água fique estagnada no vaso. Regue-a unicamente quando o substrato estiver seco e utilize, de preferência, água à temperatura ambiente.

A árvore de Natal

A árvore de Natal, adornada com luzes, bolas e neve artificial, ilumina todos os anos algo mais do que os olhos das crianças. Para obter uma árvore que vá de encontro às suas preferências e àquilo que tem em mente é necessário comprá-la com antecedência. Enquanto não a decorar pode guardar a árvore, húmida e fresca, na varanda, no jardim, na cave ou nas escadas sem aquecimento. Para que a árvore não perca rapidamente as agulhas não a coloque perto do aquecimento e mantenha-a com uma humidade constante. Para isso, pode pulverizá-la frequentemente ou colocá-la num prato para recolher a água do vaso e mantê-lo com água; essa água, por efeito do aquecimento, ir-se-á evaporando e humidificará a árvore.

Bonsais

Quando ligar o aquecimento tenha cuidado com a rega dos bonsais que tiver em casa. Pode os bonsais, dando-lhes forma. Ate-os com fios de cobre ou latão, sempre de baixo para cima, sem os apertar demasiado e respeitando a curvatura natural do tronco e dos ramos. Os atilhos devem manter-se durante 4 a 12 meses.

Plantas de interior

Estas plantas estão em repouso nesta época. Não as adube. Limpe periodicamente as folhas. Pulverize-as, de vez em quando, para aumentar a humidade do ambiente.

Um ambiente seco favorece os ataques da aranha e da cochonilha. Faça tratamentos periódicos com COMPO Inseticida Acção Total.

Os primeiros jacintos começam a florescer e a perfumar a casa. Aproveite este tempo de tranquilidade para criar bonitas decorações para a mesa de Natal com as folhas do azevinho, do folhado ou das faias.

Orquídeas

Coloque as orquídeas num local iluminado não muito quente (10 a 15ºC). Limite as regas; espere que a superfície esteja seca e utilize água morna e sem calcário.

Catos e suculentas

Nas regiões frias, os catos e as suculentas devem ser mantidos no interior, para evitar surpresas. Coloque-os ao lado de uma janela: necessitam de muito sol. Regue-os uma vez por mês.

Planificar a disposição da varanda

Ainda vai a tempo de colocar dentro de casa todas as plantas que possam sofrer danos devidos ao frio.

A varanda e o terraço estão, neste momento, tristes e cinzentos. Permita-se sonhar um pouco e comece a planear a disposição da varanda ou do terraço para a próxima temporada. Reúna as suas ideias numa lista; desta forma não se perderá nada desde agora até ao início da próxima temporada. Ao compor as suas floreiras para o inverno, escolha espécies resistentes ao frio se viver numa região de geadas frequentes (pequenas coníferas, urzes, cíclames, santonina...). Os crisântemos permitem desfrutar de uma grande variedade de cores e formas, mas é necessário colocá-los dentro de casa se houver risco de geadas.

Reveja periodicamente a presença de pragas

Durante os meses de inverno costumam desenvolver-se, inadvertidamente, numerosas pragas nas plantas em vaso que foram colocadas dentro de casa. Algumas alastram muito rapidamente e afetam as plantas. Para que as pragas não se espalhem sem qualquer controlo verifique, com regularidade, se as suas plantas estão infestadas e combata a praga a tempo. Por exemplo, as plantas mediterrânicas como os loendros e a oliveira são particularmente afetadas pela aranha vermelha. Estas escondem-se por baixo das folhas. As diminutas aranhas são de cor vermelha ou verde. Outras plantas sofrem com frequência o ataque das cochonilhas. Estas são de cor castanha e têm a forma e o tamanho de uma cabeça de alfinete. A cochonilha algodoeira ou farinha é outra das pragas típicas; tem a aparência de uma bolinha de algodão. Recomendamos-lhe COMPO Inseticida Acção Total.

Rega de plantas perenes

As plantas perenes, como o buxo, devem ser regadas regularmente em dias ensolarados e sem geadas. Durante o inverno continuam a perder água de forma contínua através das folhas.

Se quiser manter os gerânios em regiões frias, deve colocá-los dentro de casa quando as temperaturas começarem a descer. Para além disso, limite as regas.

As ervas aromáticas sensíveis ao frio devem ser colocadas dentro de casa. O melhor é colocá-las num sítio luminoso até março.

Projeto do jardim

A época natalícia convida ao descanso e à reflexão. É o momento ideal para passar em revista a última temporada do jardim e começar a planear a seguinte. Retire ideias e sugestões de revistas, livros e da internet para redesenhar e remodelar o seu jardim. Reúna-as numa lista e classifique-as consoante a sua importância e possibilidade de as levar a cabo.

Cuidados com o jardim

Lembre-se de que as cinzas da lareira são um bom adubo para os maciços. Ricas em potássio e microelementos, estas cinzas darão um melhor aspeto às plantas. Também é tempo de concluir a plantação de árvores de fruto e de sebes, se não tiver tido tempo de o fazer em novembro, além de preparar o substrato se quiser voltar a semear o relvado na primavera. Se dispuser de composto pode aplicá-lo sobre o relvado. As roseiras já deverão ter sido podadas.

Suspenda as plantações de anuais e vivazes se houver ameaças de geada

Limpe os canteiros, elimine as ervas daninhas e cave para arejar a terra.

Continue as suas plantações de árvores e arbustos enquanto não começarem as geadas.

Elimine os ramos mortos ou danificados das árvores. Sele as feridas da poda com pasta cicatrizante.

Apanhe as folhas secas e junte-as à pilha de composto.

Nas regiões onde as geadas podem ser fortes e prolongadas mantenha as folhas e flores das hortênsias para as utilizar como proteção.

Proteja os arbustos delicados com uma camada de cortiça

Elimine as flores velhas das roseiras para prolongar, ao máximo, a floração antes do frio.

Cave e prepare o solo dos futuros relvados e dos recantos onde irá voltar a semear na primavera.

Afie as lâminas do seu corta relva e desinfete-as.

Verifique regularmente as coberturas de proteção de inverno

No inverno, passeie regularmente pelo seu jardim e verifique se todas as proteções de inverno estão intactas. Mantenha-se nos caminhos durante o seu percurso já que, se pisar fora deles, pode compactar o substrato com os seus passos. Se tiver nevado verifique se o peso da neve sobre as árvores e os arbustos não provoca a quebra de ramos. Retire com cuidado a neve dos ramos.

Cuidados com as árvores de fruto

Verifique se os tutores dos exemplares jovens estão bem colocados.

Não regue se houver risco de geada.

Retire os frutos doentes ou que estejam caídos no chão. Verifique os frutos armazenados.